Descubra as 3 Principais Causas da Calvície Masculina

calvicie-masculina-tsh

A queda de cabelo é uma das situações que mais podem afetar a autoestima de uma pessoa. Apesar de não trazer consequências para a saúde, ela é temida tanto por homens quanto por mulheres. E suas causas podem ser genéticas ou estar relacionadas a fatores diversos, como químicas, estresse e alimentação deficiente.

Segundo a Sociedade Brasileira de Cabelo, 42 milhões de brasileiros sofrem com a calvície. A incidência nos homens é maior por causa principalmente da genética, e o problema pode começar cedo, aos 18 anos. Por isso, se você sente que seu cabelo está mais fino, fraco ou caindo, comece a cuidar já. Nós fizemos uma lista com algumas soluções.

alopecia-ciclo-capilar-masculino

O ciclo de vida do cabelo

Antes de mais nada, é importante saber como o cabelo nasce. Diferentemente do que muitos podem pensar, cada fio de cabelo individual não cresce para sempre. Na verdade, ele cresce por quatro ou seis anos e, depois, para durante 20 dias. Passado esse tempo, ele se desprende naturalmente e, no seu, lugar, nasce um fio novo. Por isso é normal perdermos cabelo todos os dias. São os fios velhos dando lugar aos novos.

O bulbo capilar, dentro do qual o cabelo é formado, é quem recebe os nutrientes trazidos pela corrente sanguínea. Esse bulbo fica dentro de um folículo piloso, que pode produzir de um a quatro fios. Essas são as partes do cabelo que não vemos, que estão dentro da pele. E são elas que vão determinar a saúde dos fios quando falamos de crescimento e queda.

alopecia-alimentacao-tsh

Calvície e alimentação

Muitas pessoas pensam em cuidar dos cabelos apenas na parte externa. Cremes, xampus especiais, óleos…. Porém, uma boa alimentação é fundamental para ter fios saudáveis. Isso porque, se eles não forem alimentados com os nutrientes necessários desde a sua formação dentro do folículo piloso, recuperar a parte externa não vai adiantar. Por isso, você deve usar a alimentação contra a calvície.

Os cabelos são formados principalmente por proteínas (98% da sua composição) e, assim, o consumo delas é importante se você está querendo combater a calvície. Porém, não é tudo. Existem dois tipos de nutrientes que também influenciam muito na saúde dos cabelos: os minerais e as vitaminas. Uma alimentação balanceada é a melhor segurança de que todos eles estão disponíveis no seu organismo.

Para garantir o nascimento de cabelos bonitos e fortes, o ferro é de extrema importância. E, no caso das mulheres, como há uma perda frequente dele através da menstruação, o consumo fica ainda mais necessário. Para aumentar a quantidade de ferro no organismo, você deve consumir:

  • Carnes vermelhas
  • Vegetais de cor verde escura
  • Feijão

Dentre eles, porém, as carnes ainda ganham em disparada. Isso porque a absorção do ferro que existe nos vegetais e no feijão é menor.

Além do ferro, outros minerais que ajudam o corpo a aproveitar melhor as proteínas são o cobre, o zinco e o selênio. Eles não só preenchem a estrutura do fio de cabelo e, por isso, são responsáveis pela sua formação, como também aparecem em situações de reconstrução. Sabe quando o cabelo sofre quebra por algum processo externo? Eles estão lá para salvá-lo, aumentando a sua resistência. Por isso, inclua no cardápio:

  • Fígado, moluscos, nozes, crustáceos, frutas e legumes (cobre)
  • Vegetais, pescados, carnes, cereais integrais e ostras (zinco)
  • Germe de trigo, vísceras de boi e porco, cebola e alho (selênio)

vitamina-calvicie-tsh

Vitaminas

Responsáveis por manter a saúde de todo o nosso corpo, as vitaminas também são importantes para o cabelo. A falta delas pode ser uma das causas da perda de fios e a reposição ajuda no tratamento, pois elas acabam por nutrir os cabelos profundamente. As vitaminas que mais ajudam nesse processo são: A, B5, B6, C, D, F e H.

A vitamina D, por exemplo, estimula o folículo piloso e, também, as células que compõe o eixo capilar. Já a vitamina H é uma das mais usadas para combater a calvície, pois é determinante para a produção de queratina no nosso corpo. E, como a queratina é o principal componente dos fios, a vitamina H é importantíssima! Para aumentar a ingestão dela e realmente apostar em uma alimentação contra a calvície, coma soja, leguminosas e grãos integrais.

Evite!

Por conta do aumento da adrenalina, o álcool e a cafeína são prejudicais para quem está tentando conter a queda de cabelo. O mesmo acontece com comidas ricas em açúcar, por conta do aumento do cortisol, que é o hormônio do estresse.

O excesso de sal também tem sido apontado como um dos fatores para o aumento da perda de cabelo. E as gorduras saturadas também, porque reduzem a quantidade de globulina. Sem ela, o hormônio testosterona pode ser convertido em DHT, que causa queda e sobre o qual vamos falar no próximo bloco.

alopecia-androgenetica-tsh

Quando a causa é genética.

Apesar dos cuidados com a alimentação, há casos em que a calvície simplesmente tem motivo genético. Seu nome científico é alopecia androgênica e ela acontece em pessoas que já têm predisposição para o problema. Sua presença é maior nos homens porque um dos responsáveis é o hormônio masculino testosterona.

Quando a testosterona chega ao couro cabeludo, ela sofre a ação da enzima 5-alfa-redutase, que a transforma em DHT (diidrotestosterona). Essa transformação acontece no organismo de pessoas que já têm a tendência genética para a calvície. E esse hormônio, DHT, provoca a morte das células responsáveis pela produção do cabelo.

Por conta desse processo, os folículos pilosos começam a se fechar e produzir menos fios. Os cabelos ficam mais finos e começam a desaparecer. Esse efeito é notado quase sempre na testa, no topo da cabeça e nas têmporas. Já as laterais e a parte de trás da cabeça costumam não sofrer com a calvície porque os folículos de lá não produzem a 5-alfa-redutase.

Quando a calvície é provocada pela genética, as opções de tratamento buscam principalmente reduzir o hormônio responsável (testosterona), o que pode trazer efeitos colaterais como perda de desejo sexual e dificuldade de ereção. Porém, outras alternativas impedem que a testosterona se transforme em DHT, mas continue livre para as suas outras funções no corpo.

Procure ajuda

Se você sente que está perdendo mais cabelo do que o normal e quer combater a calvície, o primeiro passo é procurar um médico tricologista. É ele que vai identificar a causa do problema e, assim, sugerir o tratamento adequado.

Evite sempre a automedicação, mesmo que seja apenas de suplementos de vitaminas. O excesso de algumas delas pode dar o efeito contrário e piorar a queda. Além disso, às vezes o cabelo está se quebrando na parte externa e não enfraquecendo na raiz e, então, o tratamento será completamente diferente. Por isso, agora que você já tem as informações, busque o tratamento adequado e cuide dos seus cabelos com carinho!

Gostou das nossas dicas? Compartilhe este texto e ajude mais pessoas a resolverem o problema de queda de cabelo!

Você já está usando algum tratamento? Está dando resultado? Conte para nós!

Descubra 5 Passos para Reconstrução Capilar em 30 Dias

calvicie-tratamento

Esses posts também são transformadores...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *